Facebook BI

Segunda-Feira,�25 deSetembro,�2017
Bulls Dominam Mercado - NL Bonsinvestimentos Dez 2009

Newsletter BonsInvestimentos.com
Revelando os Bons Investimentos nos mercados financeiros

Vol. 5 - Edição 10
Dezembro de 2009

 

 

As Bolsas em Novembro

 

Os principais índices bolsistas terminaram Novembro de 2009 positivos. O Dow Jones terminou nos 10.344 pontos, uma subida de 6,5% no mês. O Standard & Poors 500 fechou nos 1.096 pontos, um ganho de 5,7% no mês. O Nasdaq encerrou nos 2.145 pontos, uma subida de 4,9% em Novembro.

 O PSI-20 fechou Setembro nos 8.253 pontos, recuou 1% em Novembro. Contudo, acumulado no ano, conserva ainda uma valorização de 30,5%.

No Brasil o Bovespa fechou nos 67.044 pontos. No mês, o índice fechou em alta de 8,93% e, no ano, a valorização é de 78,53%

 

Os bancos centrais estão a aguentar as taxas de juro que tinham reduzido aos minimos para tentar enfrentar a crise. A Reserva Federal Americana, tem a taxa dos fundos federais nos 0,25%. O BCE tem a taxa de juro em 1%. Segundo a minha análise a margem de manobra nas taxas está esgotada, a partir daqui a tendência é de subida.

 djia_nov_09

spx_nov_09

 

 nasd_nov_09

 psi20_nov_09

  

The Big Picture - Dezembro

 

As macro tendências que referimos publicamente desde 2001 e neste site e newsletter desde o início em 2005 estão em pleno funcionamento em 2009 e são para continuar, a queda do dólar americano, a subida dos metais preciosos, a subida do Petróleo e a volatilidade nas bolsas.

Os défices e as dívidas da maioria dos países ocidentais continuam a aumentar de forma galopante, acompanhados pelo crescimento do desemprego e brevemente a inflação também se vai começar a notar nas estatísticas.

Segundo a minha análise em 2010 assistiremos ao Ouro acima dos $2.000 por onça e à Prata acima dos $21, e depois valores muito superiores. Apenas com a inflação desde 1980 o Ouro, deveria estar a transaccionar acima dos $5.000 por onça.

Os próximos anos vão ser muito bons para quem está investido em metais preciosos.

A crise continua a criar oportunidades para a China, onde o mesmo caracter representa as duas palavras - crise e oportunidade - este é um país que só tem cerca de 2% das suas reservas massivas em Ouro.

 Como se pode ver abaixo as vendas das reservas de Ouro por parte dos Bancos Centrais ocidentais que fizeram um pacto e têm estado a lançar centenas de toneladas todos os anos para o mercado, vão diminuir drasticamente. No mercado do Ouro que há já muitos anos está em défice e com os fortes compradores como são a China e Ìndia, isto representa um óptimo sinal, para mais subidas.

 

 

Fonte: Bespoke Investment Group

Como se pode ver pelo gráfico acima esta década em comparação com as outras do século passado está muito fraquinha em termos de performance das bolsas e apesar de só terminar no final do próximo ano, a tendência é bastante clara.

Em 2010 a minha análise antecipa novas quedas nas bolsas e nos próximos meses um novo teste aos mínimos atingidos este ano e a continuação da queda para valores ainda mais baixos. Vender as subidas e comprar em grandes quedas, pode ser uma boa estratégia.

No resto de 2009 e em 2010 acredito que como bons investimentos teremos o Ouro, a Prata e outras matérias-primas, com destaque para as matérias-primas agrícolas. A energia é mais um bom investimento.

 

Estatísticas dos Índices
Indíce P/E P/E Est Div % P/Contab. P/Vendas
Dow Ind 16.09 16.01 2.66 2.73x 1.33x
S&P 500 21.90 17.29 2.07 2.20x 1.22x
Nasdaq 37.84 24.87 0.83

2.43x

1.78x

Fonte: Bloomberg, 20 de Novembro de 2009

 

Mais informação sobre os Mercados no artigo a Segunda Depressão.

  

Os Mercados Cambiais em Novembro

Em Novembro o indíce do dólar americano, que representa um cabaz de seis moedas, fechou a cair nos 74,82 pontos, apresentando uma ligeira queda no mês de um pouco mais de 2%.

O Euro terminou o mês por volta dos $1,5007. Ganhou 1,8% face ao dólar no mês.

Face ao dólar a libra inglesa fechou por volta dos $1,6446. Ficou praticamente inalterada.

O iene japonês fechou por volta dos 86,31 face ao dólar. E contra o iene, o dólar perdeu quase 4% em Novembro.

A moeda americana está a colapsar e nos próximos anos vai deixar de ser a moeda de referência mundial. O indíce do dólar encontra-se agora abaixo dos 75 pontos, as quedas vão acelerar. O dólar americano retomou a sua tendência de médio e longo prazo que segundo a minha análise é de queda.

usd_nov_09

xeu_nov_09

 

 

Mais informações sobre os mercados cambiais em: Colapso do Dólar

 

 

Metais Preciosos em Novembro

O Ouro e a Prata fecharam o mês com fortes subidas.

A Platina para entrega em Janeiro fechou nos $1.460,20 por onça.

O Cobre para entrega em Dezembro fechou nos $3,1485 por libra.

O Paládio para entrega em Dezembro terminou nos $363,55 por onça.

 

Os metais preciosos podem pontualmente assustar os investidores tanto como entusiasmam, mas segundo a minha análise a tendência de médio e longo prazo é de subida.

 

Mais informação sobre o Ouro e Prata em: Entrevista GATA

O contrato de Ouro para entrega em Dezembro na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, terminou o mês nos $1181,10 por onça, acima dos $1.100 e bem perto dos seus máximos de sempre. O contrato subiu 13% no mês e só caiu em 2 sessões em Novembro. Este foi o melhor ganho desde Novembro de 2008. Nesse mês subiu 14%, o que foi o maior ganho desde 1999.

Este ano o Ouro está a subir 33% e ganhou em 17 das passadas 20 semanas.

A minha análise aponta para o Ouro acima dos $2000 por onça em 2010. Quando este price target for ultrapassado o Ouro poderá dirigir-se a médio prazo para cima dos $2500 por onça.

gold_nov_09

Mais informações sobre a ascensão do Ouro em: Venderam-se os Anéis

 

A Prata para entrega em Dezembro, terminou nos $18,495 por onça, a subir no mês 14%.

A minha análise aponta para a Prata acima dos $21 por onça em 2010. Quando este price target for ultrapassado a Prata irá dirigir-se no médio prazo para cima dos $50 por onça.

silver_nov_09

 

 Mais informações sobre a ascensão da Prata em: A Prata vai ser Ouro

 

A Energia em Novembro

O preço do Petróleo crude West Texas na New York Mercantile Exchange para entrega em Janeiro fechou o mês nos $77,28 por barril. Em Novembro subiu 0,4%.

A curto prazo, o preço do Petróleo está consolidar a nova subida desde o início do ano. O preço encontra-se agora suportado acima da média de 200 dias e da média de 50 dias, que se cruzaram o que é um sinal de mais subidas. Considero que a médio prazo podem ser atingidos novos máximos e que o crude está numa tendência de subida a longo prazo.

oil_nov_09

O contrato de Gás Natural para entrega em Janeiro fechou nos $4,848 por milhões de BTUs (British Thermal Units) na Nymex.

Segundo a minha análise a médio e longo prazo a tendência do Gás Natural é de subida. Em 2010 o Gás Natural poderá transaccionar novamente acima dos $7 por BTU.
natgas_nov_09

  

 

 

‏‏‏Dow Jones industrial Vs Dow Transport(Dow Theory)‏ - Análise técnica

30 de Novembro 2009

por Tiago Marques Pereira, CMT

Analista Técnico

Membro da MTA -Associação de Técnicos de Mercado Norte Americana (New York,USA)

 

Os índices industrial e de transportes devem confirmar-se um ao outro (Dow Theory):
  
Segundo Charles Dow* ao referir-se ao índice industrial e dos caminhos de ferro(agora será índice de transportes ), quis dizer que nenhum sinal bull ou bear importante teria materialização sem que ambos os índices o confirmassem. Ele achava que ambos os índices deveriam exceder o pico secundário anterior para confirmar início ou a continuação de um bull market. Ele admitia que os sinais ou movimentos poderiam não ser simultâneos mas reconheceu que se próximos no tempo produziriam confirmação mais forte.

 

(clique nos gráficos para ver a versão grande)

 
 
 
 
Quando os índices divergiam um do outro, o senhor Dow assumia que a anterior tendência ainda estaria em vigor ou que enquanto não houvesse convergência a actual tendência estava seriamente ameaçada.
  
Resumindo: É visível que nos últimos 3 meses os movimentos de máximos feitos pelo Dow Jones Industrial Average não foram confirmados pelo "irmão" Dow Transport e é bom que rapidamente o Dow Transport faça novos máximos. Caso contrário poderemos ter início de (na melhor das hipóteses) uma nova tendência de queda de curto prazo ou o terrível retomar da não distante realidade de finais 2008 e início de 2009.....por isso muita prudência, dinâmica no trading e stops recomendam-se numa altura onde a volatilidade pode aumentar significativamente.
  
Esta regra é apenas um dos 6 grandes traços que compõem de forma básica a teoria de DOW. 
  
Acima ambos gráficos com divergência sinalizada com recta branca.

*Charles Dow e o seu sócio Edward Jones fundaram a Dow Jones & Company em 1882, Muitos analistas técnicos e estudiosos dos mercados reconhecem que muito do que chamamos de análise técnica hoje em dia tem as suas origens em teorias propostas por Dow no final do século XIX.  

Bons Trades,

Tiago Marques Pereira

 

DJ US Water index - Bull Market Silencioso!!‏ - Análise técnica

DJ US Water index - Bull Market Silencioso!!‏ - Análise técnica

1 de Dezembro 2009

por Tiago Marques Pereira, CMT

Analista Técnico

Membro da MTA -Associação de Técnicos de Mercado Norte Americana (New York,USA)

 

Os títulos ligados á água tem um conjunto muito alagado de seguidores convictos(entre eles alguns dos mais prestigiados analistas nacionais e internacionais), eles consideram a água a mais valiosa matéria prima. Nos últimos anos não se tem visto grandes subidas e esteve atrás de muitos activos.

Mas após alguns anos de pausa é possível do ponto de vista técnico visualizar o enorme bull market silencioso que vem desde 2000 e o período de pausa através de um canal descendente iniciado em 2005 e que ainda perdura.

 
 

Ws

Wm

 

Assim sendo recomenda-se atenção aos desenvolvimentos de preço dos próximos meses e numa situação de fraqueza é claramente activo a deter em carteira, seja para investimento ou trading.

É possível negociar este sector através do ETF 

 

  - PHO - POWERSHARES WATER RESOURCES

 

 
 
 
Bons Trades,
Tiago Marques Pereira
 
----Adicionalmente, qualquer informação sobre valores mobiliários não deve, em circuntância alguma, ser entendida como constituíndo por si só uma ordem de venda, compra ou qualquer outra estratégia de investimento, e são transmitidas com base em informação disponível para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. Tratando-se ainda de informação resultado da análise e conclusões do autor, disponibilizada com o objectivo único de constribuir para o esclarecimento das tomadas de decisões de investimento a efectuar directamente pelos investidores

 

 

 

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.