Facebook BI

Sábado,�25 deNovembro,�2017
O Urso Despertou - NL BonsInvestimentos Julho 2010

Newsletter BonsInvestimentos.com
Revelando os Bons Investimentos nos mercados financeiros

Vol. 6 - Edição 7
Julho de 2010


 

As Bolsas em Junho 2010

Os índices bolsistas dos EUA terminaram o mês de Junho com perdas . O Dow Jones terminou nos 9.774 pontos, a perder 3,6%  no mês.  O Standard & Poors 500 fechou nos 1.030 pontos, uma declínio mensal de 5,4%. O Nasdaq encerrou nos 2.109 pontos, uma queda de 6,6% em Junho.

O PSI-20 terminou o mês com uma ligeira subida, ficando nos 7.065 pontos. Contudo, o PSI-20 registou o pior semestre desde o segundo semestre de 2008, altura em que perdeu 28,78%, e o pior primeiro semestre desde o primeiro semestre do mesmo ano, em que caiu 31,61%.

No Brasil o Bovespa fechou nos 60.935 pontos. O indicador acumulou uma queda no trimestre de 13%.


Taxas_Jul_2010

Os bancos centrais estão a aguentar as taxas de juro que reduziram aos minimos de décadas para tentar enfrentar a crise. A Reserva Federal Americana, tem a taxa dos fundos federais nos 0,25%. O BCE tem a taxa de juro em 1%. Segundo a minha análise a margem de manobra nas taxas está esgotada, a partir daqui a tendência é de subida provavelmente a ter início já no segundo semestre de 2010.

Djia_Jul_2010

Spx_Jul_2010

Compq_Jul_2010

Psi20_Jul_2010

 

 

The Big Picture - Julho 2010


Os índices bolsistas americanos cairam em Junho. O euro teve bastante volatilidade mas conseguiu fechar ligeiramente positivo face ao dólar.

Desde 2002 que temos recomendado a compra de Ouro, tem sido o único activo a subir consistentemente nos últimos 10 anos e também nos últimos meses e semanas. O Ouro em Maio passou os 1.000 euros por onça e recentemente estabeleceu novos máximos em euros e em dólares. Com as quedas das bolsas e outros activos, os metais preciosos podem atravessar uma correcção nas próximas semanas.


O mercado imobiliário está numa séria queda e os construtores continuam a aumentar a oferta. Com preços e vendas a cairem, também vão cair os balanços dos bancos. Isto significa que vamos enfrentar outro colapso no crédito.

Os indíces bolsistas nos EUA estão-se a sentir fracos. O Dow Jones está abaixo dos 10.000 pontos, o S&P 500 caiu abaixo do suporte de várias semanas nos 1040 pontos, e preparam-se para outro teste dos mínimos do ano, que segundo a nossa análise serão partidos nas próximas semanas.


As bolsas por todo o mundo partilham esta pressão baixista americana.

Temos referido no blog BonsInvestimentos.com que esta subida dos últimos meses das bolsas foi enquadrada num mercado em queda.

A China tem sido fonte de várias notícias que têm afectado o mercado para cima e para baixo. O país mais povoado do mundo prepara-se para o rebentar de uma bolha no imobiliário causada pela injecção de $1,8 triliões na sua economia.

A Europa não teve uns bons dez anos económicos, conseguiu foi esconder os problemas e enterrar-se em dívida, tal como alguns países fora da UE.

As medidas de austeridade tal como estão a ser tomadas, vão contribuir para a depressão económica. Os governos deveriam baixar impostos, em vez de os subir.

O desemprego e inflação aumentam sem parar, por muitas estatísticas que sejam inventadas.

 

 

 

Os Mercados Cambiais em Junho de 2010


Em Junho o indíce do dólar americano, que representa um cabaz de seis moedas, fechou a subir por volta dos 86 pontos. Quebrou os seis meses anteriores de ganhos, apresentando um ligeiro retrocesso.

O Euro terminou por volta dos $1,2247. A moeda da União Europeia, registou uma ligeira valorização em Junho face à moeda verde, num mês marcado por elevada volatilidade.

A moeda americana está em declínio e nos próximos anos vai deixar de ser a moeda de referência mundial. O indíce do dólar está por volta dos 86 pontos numa recuperação técnica desde Dezembro de 2009. O dólar americano teve um rally de contra ciclo de curto / médio prazo, segundo a minha análise a tendência de queda a médio e longo prazo mantem-se.

USD_Jul_2010

Xeu_Jul_2010

 

Mais informações sobre os mercados cambiais em: Colapso do Dólar

 

Metais Preciosos em Junho de 2010


O Ouro e a Prata fecharam o mês a subir.


O Cobre para entrega em Setembro fechou nos $2,95 por libra.

Os metais preciosos podem pontualmente assustar os investidores tanto como entusiasmam, mas segundo a minha análise a tendência de médio e longo prazo é de subida.

 

Mais informação sobre o Ouro e Prata em: Entrevista GATA

 

O contrato de Ouro para entrega em Agosto na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, terminou o mês nos $1245,90 por onça. Os futuros acabaram a subir 2,5% em Junho, após ganhos de 3% em Maio e 6% em Abril.

A minha análise aponta para o Ouro acima dos $1500 por onça nos próximos 9 meses. Quando este price target for ultrapassado o Ouro poderá dirigir-se a médio prazo para cima dos $2500 por onça.

Gold_Jul_2010

Mais informações sobre a ascensão do Ouro em: Venderam-se os Anéis

 

A Prata para entrega em Setembro, terminou nos $18,70 por onça. Em  Junho fechou positiva após um queda em Maio de 1,1%.

A minha análise aponta para a Prata acima dos $22 por onça nos próximos 9 meses. Quando este price target for ultrapassado a Prata irá dirigir-se no médio prazo para cima dos $50 por onça.

Silver_Jul_2010

 

Mais informações sobre a ascensão da Prata em: A Prata vai ser Ouro

 

A Energia em Junho de 2010


O preço do Petróleo crude West Texas na New York Mercantile Exchange para entrega em Agosto fechou o mês  nos $75,63 por barril. Em Junho ganhou 2,7%, após perder 14% em Maio e ganhar 2,8% em Abril.


A curto prazo, o preço do Petróleo está consolidar as subidas dos últimos meses estando a transaccionar numa banda. Considero que nos próximos 12 meses pode passar novamente os $100, sendo que nos próximos 24 meses podem ser atingidos novos máximos de sempre e que o crude está numa tendência de subida a longo prazo.

Oil_Jul_2010

O contrato de Gás Natural para entrega em Agosto fechou nos $4,61 por milhões de BTUs (British Thermal Units) na Nymex. No mês fechou a ganhar 6%, o seu terceiro mês consecutivo de ganhos.

Segundo a minha análise a médio e longo prazo a tendência do Gás Natural é de subida. Em 2010 o Gás Natural poderá transaccionar novamente acima dos $6 por BTU.

NatGas_Jul_2010

 

 

 

Análise Técnica NASDAQ 100 - Ursos ao Volante!!! Topo?!‏


por Tiago Marques Pereira, CMT

Analista Técnico

Membro da MTA -Associação de Técnicos de Mercado Norte Americana (New York,USA)


Head and Shoulders Reversal Top / Bump & Run Reversal Top*

O nasdaq 100 fechou ontem o mês de Junho negativo cerca de 6% nos 1739 pontos.Somando deste modo o 2º mês negativo consecutivo, facto que não sucedia desde o fundo de Março de 2009. No semestre o nasdaq 100 acabou por cair 6.5%.

No seguimento dos últimos 2 meses o nasdaq completou duas figuras técnicas de topo/inversão que confirmam todas as suspeitas de topo das nossas anteriores análises.De forma relativamente simples o H &S completou o BRRT* em maturação há quase um ano. Julgo que estamos perante um topo e os máximos de Abril devem rapidamente tornar-se uma memória antiga.

ndxJul10

(clicar no gráfico para ver versão grande)


Do ponto de vista técnico ontem tivemos o segundo fecho abaixo da neckline do head and shoulders e da linha de tendência ascendente do BRRT*, activando assim ambas as figuras e os respectivos targets que apontam quedas fortes nas próximas semanas .O nasdaq 100 num só dia(29-06-10) quebra em fecho a: média móvel exp de 200 dias(1815); linha de tendência ascendente do BRRT*(1818) e a neckline(1772) do H & S(tudo isto em window down e com forte volume), activando objectivos mínimos de preço nos 1428 pontos para o H & S e a zona dos 1335 para o BRRT.  Ambas as figuras estão activas e com os seus objectivos válidos enquanto o índice não recuperar os 1772(h e s) e 1820 pontos(brrt). Os indicadores de momentum estão um pouco oversold e permitem alguns esticões até ás 1ªas resistencias com alguma facilidade´..
Podemos ver algumas tentativas nos próximos dias ou mesmo semanas dos "touros"(optimistas) em recuperar zonas técnicas importantes, mas penso que os máximos de hoje nos 1776 deverão constituir forte resistência. Toda a zona dos 1805 a 1840 está cheia de fortes resistências e são zonas de venda  por excelência.Considero os 1840 a última fronteira dos bears no curto prazo. No médio prazo o último máximo relativo na zona dos 1940 pontos marca o controle pessimista.

Resumindo: Este topo do nasdaq 100 parece ter todas as características para ser encarado de forma muito séria e credível. Para os mais distraídos relembro que estamos num Bear Market com 10 anos e parece termos terminado a pausa nas quedas que vinha de Março de 2009. Por isso qualquer subida deve continuar a ser vista como oportunidade de venda. Os mais optimistas tem uma última esperança que os minimos de fevereiro nos 1712 aguentem(última fronteira dos bulls), mas o dow jones e o S & P já negoceiam abaixo dos seus mínimos de fevereiro.Será bullish para os mercados em geral esta resistência do nasdaq em cair?costuma ser...mas...pode sair muito caro pagar para ver.

Suportes: 1630/50; 1450
Resistências: 1750 / 1772 / Zona que vai dos 1805 a 1836

 

 

Bons trades!!

Tiago Marques Pereira

 

----Adicionalmente, qualquer informação sobre valores mobiliários não deve, em circuntância alguma, ser entendida como constituíndo por si só uma ordem de venda, compra ou qualquer outra estratégia de investimento, e são transmitidas com base em informação disponível para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. Tratando-se ainda de informação resultado da análise e conclusões do autor, disponibilizada com o objectivo único de constribuir para o esclarecimento das tomadas de decisões de investimento a efectuar directamente pelos investidores

 

 

Análise Técnica Euro/Dólar - Head and shoulders bottom reversal!‏


por Tiago Marques Pereira, CMT

Analista Técnico

Membro da MTA -Associação de Técnicos de Mercado Norte Americana (New York,USA)

O EUR/DOL* está em tendência de queda de médio prazo, mas no curto prazo alguns sinais técnicos marcam uma inversão desta tendência:


eurdol

- fecho diário acima da média exp de 50 dias.(linha vermelha)

-Padrão técnico de inversão( H & S reversal bottom)

-Queda abrupta do ADX

-indicadores de momentum em modo optimista.(oscilatórios e tendenciais), aqui destaco os máximos relativos de MACD e RSI com respectiva passagem de 0 do MACD e dos 60 no RSI.

Do ponto de vista técnico estamos à espera que o head and shoulders invertido se desenvolva positivamente para um objectivo mínimo de preço nos 1.30. Mas é natural que se possa estender até às principais e naturais resistências. Deste modo é natural que o cross eur/dol vá até 1.32(zona de anterior suporte/mínimos) ou mesmo 1.34 que coincide com a média móvel de 200dias exponencial.


 

 

Bons trades!!

Tiago Marques Pereira

 

----Adicionalmente, qualquer informação sobre valores mobiliários não deve, em circuntância alguma, ser entendida como constituíndo por si só uma ordem de venda, compra ou qualquer outra estratégia de investimento, e são transmitidas com base em informação disponível para o público em geral e recolhida de fontes consideradas de confiança. Tratando-se ainda de informação resultado da análise e conclusões do autor, disponibilizada com o objectivo único de constribuir para o esclarecimento das tomadas de decisões de investimento a efectuar directamente pelos investidores

 

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.