Facebook BI

Sábado,�25 deNovembro,�2017
Petróleo acima dos $100 - NL BonsInvestimentos Mar 2012

Newsletter BonsInvestimentos.com
Revelando os Bons Investimentos nos mercados financeiros

Vol. 8 - Edição 3
Março de 2012

 

As Bolsas em Fevereiro de 2012

Os índices bolsistas dos EUA terminaram Fevereiro de 2012 continuando as subidas do primeiro mês do ano.

O Dow Jones terminou nos 12.952 pontos, registando um ganho de 2,5% no mês e uma subida de 6% no ano, conseguindo passar os 13.000 pontos pela primeira vez desde Maio de 2008.

 

O Standard & Poors 500 fechou nos 1.365 pontos, uma subida mensal de 4,1%, e de 8,6% em 2012..

O Nasdaq Composite encerrou nos 2.966 pontos, dando-lhe um ganho no mês de 5,4%, ficando a subir quase 14% em 2012.

Performance das bolsas internacionais em 2012

O PSI-20 acabou por ganhar quase 5%, terminando o segundo mês de 2012 nos 5.580 pontos. O índice rompeu um ano de quedas.

Juro do Banco Central
Divisa
audaud 4.25%
nzdnzd 2.50%
eureur 1.00%
gbpgbp 0.50%
cadcad 1.00%
usdusd 0.25%
chfchf 0%
jpyjpy 0.10%

Os bancos centrais estão a aguentar as taxas de juro que reduziram aos minimos de décadas para tentar enfrentar a crise. A Reserva Federal Americana, tem a taxa dos fundos federais nos 0,25% e o BCE tem a taxa de juro em 1% e vão ter inevitavelmente de começar a subir as taxas. Segundo a minha análise a margem de manobra nas taxas está limitada, a partir daqui a tendência é de subida.

 

The Big Picture - Março 2012

Os índices bolsistas americanos fecharam a subir em Fevereiro de 2012. O Ouro caiu no último dia do mês o que provocou um fecho mensal negativo e a Prata voltou a subir. O dólar caiu e os problemas da zona euro continuam, o crude west texas está acima dos $100 por barril.

As economias ocidentais estão saturadas com dívida soberana e privada.

Segundo David Stockman, antigo director do orçamendo da White House, durante quase 100 anos o rácio dourado era de uma dívida de $1,50 a $1,60 por cada $1 de crescimento do PIB americano.Em 2006 / 2007 no pico do crédito, estava-se a  financiar a $6 de nova dívida para conseguir $1 de novo PIB.

Os créditos particulares também ajudaram a manter a economia a andar nos últimos anos. Mas eram totalmente insustentáveis, como aqui foi descrito em newsletters anteriores.

O consumo não era real e o rendimento não era real. Era a economia das bolhas, que agora está apenas a começar a desinchar.

As taxas de juro continuam artificialmente baixas. É o resultado de compras massivas dos bancos centrais, seja a Fed, o BCE ou o Banco do Japão, entre outros.

É dinheiro criado artificialmente, é imprimir dinheiro digitalmente. Quando um banco central compra 1.000 milhões de obrigações, o que têm feito regularmente, simplesmente deposita 1.000 milhões nas contas de vários bancos.

Infelizmente esta não é fórmula para a prosperidade, mas sim a fórmula para a Depressão e colapso económico, como tem sido mostrado várias vezes ao longo da história.

Como estamos a ver na Grécia, estes processos têm os seus limites e quando começam a descambar é rápido e horrivel. Os detentores da dívida começam a vender fortemente e deprimem os mercados a liquidez desaparece.

Tudo o que os bancos centrais têm feito é para aguentar o sistema financeiro, a população, a justiça, a liberdade, a sustentabilidade, foram abandonadas.

Temos aqui referido que os problemas da Grécia são apenas a antecipação do que a maioria do mundo vai atravessar, estas previsões estão a revelar-se correctas e inevitáveis. Cada vez mais acreditam nisto.

A maioria dos governos ocidentais continua a sobreviver com crédito e o crescimento está a desaparecer. A Segunda Grande Depressão, ou a Maior Depressão está a chegar, como foi referido no artigo publicado no início de 2008 no Expresso Economia - Segunda Depressão.

E agora começamos a ser atingidos pela nova onda que é a subida crescente do preço do Petróleo, que representa um sobrecusto, há quem lhe chame um imposto extra sobre toda a economia e leva todos os outros preços a subir.

O Ouro e a Prata depois de um forte ataque no final de 2011, tiveram fortissimas subidas em Janeiro de 2012. No último dia de Fevereiro houve um forte ataque aos preços do Ouro e Prata, para reduzir os ganhos do mês. As manipulações nos mercados financeiros são impressionantes e distorcem as análises de curto e médio prazo e os gráficos.

Os países da zona euro, e especificamente Portugal está encurralado. A Grécia está encurralada. A única solução é a bancarrota e sair do euro. Os credores e os detentores das obrigações não serão pagos. Esse evento pode provocar o caos.

A Variant Perceptions fez um excelente relatório que demonstra que o melhor cenário é a saída do euro, apesar de muito dolorosa no curto e médio prazo, a longo prazo é a melhor saída para Portugal e Grécia.

Quem sair primeiro do euro está em vantagem e se a Grécia sair, Portugal deveria sair rapidamente, caso contrário quanto mais tempo demore mais sofrerá com a fuga de capitais e esmagamento da economia.

O relatório "Primer on the Euro Breakup" está disponível aqui: http://blog.variantperception.com/2012/02/16/a-primer-on-the-euro-breakup/

Podemos antecipar que os mercados vão continuar a registar volatilidade, com movimentos fortes e bruscos, com momentos de consolidação pelo meio. As macro tendências são as mesmas dos últimos 10 anos, bolsas em tendência descendente e metais preciosos em tendência ascendente.

logo_golddirect-pt

Os próximos anos vão ser bons para quem tem metais preciosos. Segundo a minha análise, a médio e longo prazo, o ouro e a prata vão continuar a valorizar. No primeiro trimestre de 2012 poderemos assistir a algumas correções acompanhando quedas nas bolsas. São os saldos nos próximos meses e os investidores astutos vão aproveitar este período para comprar  e acumular os metais preciosos e as acções mineiras. A Prata está a recuar e apanhar balanço para passar os $50 e começar a ter esse nivel como suporte em vez de resistência.

 

O Forex em Fevereiro de 2012

Em Janeiro de 2012 o indíce do dólar americano, DXY, que representa um cabaz de seis moedas, fechou por volta dos 78,80 pontos, uma queda de 0,7% no mês e 1,8% em 2012.

O cross EURUSD terminou por volta dos $1,3334. A moeda da União Europeia, fechou a subir 1,9% face à moeda verde em Janeiro, e quase 3% em 2012.

O iene japonês, no USDJPY, o dólar fechou Fevereiro por volta dos ¥81,21, uma subida de 6,5% face ao iene, o seu maior ganho mensal desde Dezembro de 2009.

A libra inglesa GBPUSD, subiu no mês face ao dólar fechando pelos $1,5925.

A moeda americana está em declínio e nos próximos anos vai deixar de ser a moeda de referência mundial. O indíce do dólar está por volta dos 78 pontos. Segundo a minha análise a tendência de queda a médio e longo prazo mantem-se, apesar de que a curto prazo, no primeiro semestre de 2012 pode ter um rally.

Mais informações sobre os mercados cambiais em: Colapso do Dólar

 

Ouro e Prata em Fevereiro de 2012

Umicore__silver_gold_bars.197193947

O Ouro e a Prata após as fortes subidas de Janeiro, valorizaram durante o mês de Fevereiro, mas no último dia do mês uma "misteriosa" queda fez com que o Ouro terminasse o mês em terreno negativo, apesar de a Prata ainda registar ganhos.

Os metais preciosos podem pontualmente assustar os investidores tanto como entusiasmam, mas segundo a minha análise a tendência de médio e longo prazo é de subida.


Mais informação sobre o Ouro e Prata em: Entrevista GATA

 

O contrato de Ouro para entrega em Abril na divisão Comex da New York Mercantile Exchange, terminou o ano nos $1.711,30 por onça. Os futuros acabaram a perder 1,7% em Fevereiro.

A minha análise aponta para o Ouro acima dos $2000 por onça em 2012, registando novos máximos de sempre. Quando este nivel for ultrapassado o Ouro poderá dirigir-se a médio prazo para cima dos $3000 por onça.

Mais informações sobre a ascensão do Ouro em: Venderam-se os Anéis

 

A Prata para entrega em Março, terminou nos $34,58 por onça. Valorizou 4,2% no mês.

A minha análise aponta para a Prata acima dos $50 por onça em 2012 e para novos máximos de sempre. Quando este nivel for ultrapassado a Prata irá dirigir-se no médio prazo para cima dos $80 por onça.

 

Mais informações sobre a ascensão da Prata em: A Prata vai ser Ouro

O Cobre para entrega em Março fechou nos $3,87 por libra, fechando o mês a subir mais de 2%.

O Paládio para entrega em Março, fechou nos $706,65 por onça, avançou 3,2% em Fevereiro.

A Platina para entrega em Abril, fechou nos $1692,60 por onça. Valorizou 6,6% no mês.

O Petróleo e o Gás Natural em Fevereiro de 2012

O preço do Petróleo crude West Texas na New York Mercantile Exchange para entrega em Abril fechou o ano nos $107,07 por barril. Em Fevereiro ganhou 8,7%.


Segundo a minha análise nos próximos 18 meses podem ser atingidos novos máximos de sempre no Petróleo, com os media a finalmente reconhecerem o Peak Oil. O crude está numa tendência de subida a médio e longo prazo.

O contrato de Gás Natural para entrega em Abril fechou nos $2,62 por milhões de BTUs (British Thermal Units) na Nymex. No mês fechou a subir 4,5%.

Segundo a minha análise a médio e longo prazo a tendência do Gás Natural é de subida.

 

 

 

 

 

AVISO: A informação contida neste website foi obtida de fontes consideradas credíveis, contudo não há garantia da sua exactidão. As opiniões aqui expressas são-no a titulo exclusivamente pessoal. Devido à variação dos objectivos de investimento individuais, este conteúdo não deve ser interpretado como conselhos para as necessidades particulares do leitor. As opinões expressas aqui são parte da nossa opinião nesta data e são sujeitas a alteração sem aviso. Qualquer acção resultante da utilização da leitura deste comentário independente do mercado, é da exclusiva responsabilidade do leitor.